Votos de Boas Festas

Decorreu no passado Domingo dia 25, mais uma edição da Meia Maratona de Portugal Vodafone, para a elite, um percurso diferente dos restantes atletas ao invés de começar no tabuleiro da ponte Vasco da Gama, os atletas tiveram partiram da Alameda dos Oceanos. A meta esperava todos os atletas, junto ao Pavilhão Atlântico. 
 
Na prova CTT Deficientes em cadeira de rodas foram 24 os atletas que completaram os 21,097 metros, sendo que o mais rápido foi o atleta Espanhol Roger Puigbo, da classe T53/T54, com o tempo de 48’40 em segundo lugar ficou Alberto Baptista, com 53’42 e a terminar o pódio ficou o atleta da ANACR Alexandrino Silva, com 53’43, sendo que os últimos 4 quilómetros o atleta teve que os percorrer com a roda traseira furada. 
 
Nas senhoras apenas uma atleta Manuela Schar, da Suíça, terminou com 58’34.
 
Na classe T51/T52 o vencedor foi o atleta Espanhol, Santiago Sanz, com o tempo de 55’28, em segundo lugar Helder Mestre da ANACR, com 1h32’50.
 
Eu era o dorsal numero 12 e foram os quilómetros que eu consegui fazer, dois furos “obrigaram-me” a desistir, primeiro na roda da frente ainda continuei pois a pressão a frente não é muita e dava para continuar… mas uns 300 metros mais a frente a roda direita traseira acabou também por estourar e ai tive mesmo que parar.
 
Venha a próxima com um pouco mais de sorte!!
Decorreu ontem mais uma edição da EDP Gás Corrida de São João, onde conquistei o 3º lugar e de uma forma diferente, pois nunca tinha acabado uma prova ao Sprint! Normalmente as provas que tenho feito ou são feitas praticamente “sozinho” ou a parte final, o que me permite não ter que puxar para disputar o lugar, mas ontem e dado que não estou em boa forma, tive a companhia do Filipe Silva. Íamo-nos ajudando um ao outro, ora puxa um ora puxa outro, assim sempre custa menos e conseguimos andar um pouco mais rápido.
Foi assim até aos últimos metros, uma pequena subida que antecede uma descida a uns 400, 500 metros da meta, puxei um pouco mais e o Filipe ficou para trás, era esse o meu objectivo, pois sabia que se chegássemos os dois ao mesmo tempo à descida ele iria levar-me vantagem, é mais pesado e desce muito mais rápido que eu. A vantagem que lhe ganhei permitiu que ele só me voltasse alcançar já a uns 200 metros da meta e aí foi tudo o que tinha e não tinha para assegurar o 3º lugar. Foi uma nova experiência, algo que nunca me tinha acontecido em 8 anos de atletismo.
Classificação Geral:
Alberto Baptista – AMVE – 36’50
Alexandrino Silva – ANACR – 37’06
Mário Trindade – ANACR – 58’46
Filipe Silva – APD Paredes – 58’47
Nelson Sampaio – APD Paredes – 1h05’04
Rui Pereira – APD Paredes – 1h19’37
Decorreu ontem mais uma edição da Meia Maratona do Douro Vinhateiro e eu estive presente nesta prova, que é somente a prova mais bela do mundo. Pode dizer-se que corri praticamente em casa, embora seja de Vila Real, correr na Régua é sempre motivador, muitos amigos e conhecidos que ao longo do percurso vão gritando pelo meu nome é sempre uma força extra para continuar, mais rápido, com mais afinco, agradeço às pessoas que puxaram por mim.
 
Quanto à prova em si, um dia muito quente (como eu gosto) o percurso quase totalmente plano, ligeiras subidas e descidas, completei os 21,097 metros em 1h14’46 e fiquei em 3º lugar,  embora não esteja na minha melhor forma devido à mudança de treinos. Agora só posso treinar em rolo, o que é muito cansativo quer física quer psicologicamente, mas fiquei muito contente com o resultado final.

Patrocinadores Oficiais

      

Atenção! Este sítio usa cookies. Ao continuar a utilizar o sítio concorda com o uso de cookies. Saber mais...