Votos de Boas Festas

 
A medalha de bronze conquistada por Mário Trindade foi o melhor registo português nos Jogos Mundiais IWAS (Federação Internacional de Desporto para Amputados e em Cadeira de Rodas). que se realizaram em Stadkanaal, na Holanda. O paratleta português, de 38 anos, conquistou o seu melhor resultado de sempre na prova de 200 metros em cadeira de rodas, subindo ao pódio com am marca de 35,54 segundos apesar de utilizar uma cadeira que tinha ficado danificada na viagem e que o impediu de repetir o êxitos noutras provas.
 
Após uma década de prática desportiva, Mário Trindade conseguiu finalmente um resultado de vulto a nível internacional e que lhe permitiu garantir desde já os mínimos B necessários para a integração do projeto paralímpico com vista ao Brasil'2016. De resto, o corredor nacional ficou a apenas 4 milésimos de segundo dos mínimos A.
 
Sendo igualmente presidente da ANACR (Associação Nacional de Atletismo em Cadeira de Rodas), Trindade teve de custear a sua participação nos Jogos Internacionais IWAS. Um esforço financeiro muito complicado face à escassez dos seus rendimentos, mas que acabou por ter retorno na pista. Após ter visto as suas limitações serem reclassificadas para a classe T52, o paratleta pode ter agora garantido as condições essenciais para explorar todo o seu potencial e cumprir o sonho de competir nos Jogos Paralímpicos.
 
Para além do seu intenso trabalho em defesa da causa do desporto para deficientes - ele que ficou paraplégico aos 18 anos - Mário Trindade tornou-se conhecido internacionalmente pelo facto de, a 3 de dezembro de 2007, ter estabelecido em Vila Real o recorde do Guinness de resistência em cadeira de rodas, atingindo os 182,4 quilómetros percorridos em cerca de 18 horas.
 
 

Patrocinadores Oficiais

      

Atenção! Este sítio usa cookies. Ao continuar a utilizar o sítio concorda com o uso de cookies. Saber mais...